Artigo

Hipnose na Gravidez?

Hipnose e acompanhamento da Gravidez, por Ana Correia Gomes

A hipnose tem sido utilizada em Obstétrícia desde 1830, altura em que foi concebida como anestésico para o final do trabalho de parto, no entanto, foi perdendo credibilidade quando locais de espectáculo a adoptaram como forma de entretenimento.
Apesar de ainda ser visto por alguns como algo suspeito, nada mais é do que um estado fisiológico normal que ocorre várias vezes durante o dia, quando estamos profundamente concentrados por exemplo, a ler um livro, a conduzir, ou até mesmo a ver tv.

É utilizada clinicamente, para tratar várias questões desde fobias ao deixar de fumar, a indução é feita por um terapeuta especializado que leva a pessoa, através de sugestões, a fechar os olhos, a relaxar o seu corpo e a acalmar a sua mente, mudando o foco de atenção do exterior para o interior.

Para mais informação sobre como começar a sua viagem
no caminho para um parto calmo e tranquilo Hypnobirthing

Hypnobubs Online Course


Então porque não voltar a utilizar a hipnose na gravidez, a hipnose é tão versátil que
pode ser utilizada antes (para potencial e aumentar a sua fertilidade, apenas em questões psicogénicas, ou seja, sem causa física associada), durante (para aumentar os momentos de conexão com o bebé, controlar o peso, trabalhar medos, inseguranças e fobias durante a gravidez e parto, controlo da dor durante o parto) e depois (aumento da confiança e a auto-estima da mãe, fortalecendo o elo de ligação com o bebé, de forma centrada e tranquila).

A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda a hipnose como prática complementar, e a Hipnose tem sido utilizada cada vez mais durante a gravidez, parto e puerpério. A utilização de hipnose durante a gravidez melhora muito a qualidade de vida do feto e da grávida, e não apresenta qualquer contra indicação.

O medo e a ansiedade, são duas das principais barreiras que tornam o nosso corpo tenso, durante o acompanhamento psico-emocional na gravidez pode aprender a eliminá-los ou a diminuir grandemente a sua intensidade, através de exercícios de relaxamento, auto-hipnose, visualizações, entre outras técnicas utilizadas pelo terapeuta.

O objectivo é sobretudo sincronizar e relaxar corpo e mente.

Existem estudos que mostram que mulheres que aprenderam a utilizar técnicas de hipnose durante o trabalho de parto muito raramente experimentaram depressão pósparto.

Os grandes benefícios da utilização da Hipnose durante a gravidez são:

1) Controlo de peso; diminuindo bastante a ansiedade que pode levar a um aumento
do apetite, aumenta a motivação e a disciplina, melhorando o paladar e reprogramando hábitos e comportamentos de alimentação. consegue ainda dar apoio para propiciar uma alimentação mais saudável e controlar o ganho de peso ideal.
É um suporte excelente para a reeducação alimentar durante a gravidez e para processos de emagrecimento ou deixar consumos excessivos.

2) Diminuir as dores durante a gestação e parto; ajuda no controle de dores, sejam essas dores recentes ou antigas (crônicas). A Hipnose, assim como a Auto-Hipnose, trabalham a percepção da dor que chega ao cérebro e podem ser utilizadas também durante o momento do parto para relaxar a musculatura e auxiliar na anestesia.

3) Trabalhar medos, ansiedades e fobias durante a gravidez; muitas destas encontram-se relacionados com as nossas crenças, crenças essas que nos foram sendo transmitidas pelas gerações anteriores (pais, avós, entre outros). o que a hipnose faz é trabalhar essas crenças e re-significa esses mesmos pensamentos criando expectativas positivas de forma a diminuir a ansiedade que acompanham a ideia da gravidez e ideia do parto.

4) Insónia; a qualidade do sono é algo que pode piorar durante a gravidez, deixando-o mais leve ou agitado. Trabalhando o relaxamento profundo a hipnose leva a um sono cada vez mais tranquilo.

5) Controlo de vómitos (Hiperêmese Gravidica); a hipnose tem sido utilizada para controlar as náuseas e os vómitos, bem como os pensamentos negativos associados à alimentação durante a gravidez.

6) Diminuição e tratamento da depressão Pós Parto; onde o trabalho conforme já referido é centrado em aumentar a confiança e auto-estima da mulher/mãe e em criar vínculos afectivos com o bebé de forma tranquila.

A intervenção é importante pois visa compreender as emoções, sentimentos, fantasias e temores decorrentes desse período de transição, importante para aliviar ansiedades e impedir o agravamento dos sintomas.

Sendo a gravidez um momento de transição requer uma re-significação do papel da mulher como ser feminino, esposa, profissional e mãe. Quando não se trabalham estes papeis brotam conflitos para o relacionamento do casal e para a saúde psicológica da grávida. Assim o objectivo é possibilitar uma vivência mais equilibrada de todas as emoções e manifestações que ocorrem neste período.

Por: Ana Correia para o blog Hypnobirthing Portugal