Av. Amália Rodrigues n-190 ,1ªandar, loja E, 2785-613 Tires +351 21 130 0068
Artigo

Os Guaraní, sendo um povo indígena, são seres que reverenciam a vida.
Reverenciam a vida, a morte e o pós-morte. Sabem no seu profundo mais íntimo que é preciso morrer para renascer.

Sabem que a Natureza e Mãe Terra é a nossa casa e que o Divino está manifestado na própria Natureza.
Nesse sentido reverenciam a vida através do respeito a esta casa que nos acolhe a todos.
Os seus Deuses manifestam-se arquetipicamente na natureza, sendo na sua mitologia Tupã – Deus Trovão, e ao qual têm muito respeito, a Força Primordial.

Uirapurú é o seu pássaro sagrado, aliado e mensageiro. Há quem diga que a floresta se silencia perante o seu canto muito próprio.

Os Guaraní sabem também, que a base do fluxo de cura e transformação é o Amor, e que somente trabalhando com e nesta frequência é possível repor a harmonia originada pelos desequilíbrios. Sabem também que estamos expostos a energias e frequências externas que jogando com as vulnerabilidades do ser, devem ser retiradas e extraídas para repor o fluxo, mas também sabem, que para o fluxo permanecer é preciso o indivíduo escolher vibrar na frequência do Amor e transformar as suas vulnerabilidades. 

Têm uma sabedoria muito própria, pura e genuína.
Sabem dar e doar de forma pura, doce, mas também assertiva, pois a verdade e honestidade é um dos seus princípios.
Eles vão-te mostrar o que precisas de saber e tornar consciente, não o que queres ouvir/escutar. 

Através do sistema Amar o Amor e dos símbolos que o compõe é possível realizar um conjunto de procedimentos específicos como:
📌Renovações Kármicas no dia de Aniversário, pois em cada ano inicia-se um novo ciclo;
📌Comunicar com os Aliados Espirituais da pessoa;
📌Trazer à consciência cura emocional, para que consigamos fazer o que realmente é benéfico para nós, entre tantas outras coisas. 

Da minha experiência, pois só posso falar por ela, há outra coisa que estes índios também nos ensinam: é que não há limite.
Eles mostram coisas novas (sejam novos símbolos ou práticas) além do que aprendeste, pois com eles aprendes todos os dias se te permitires estar em contacto com os teus aliados.
Então, numa Cura Xamânica da Amazónia, pode surgir muito mais do que é expectável.
O ideal é não colocar expectativas e deixar fluir.
O tambor, ervas, incensos, e outras práticas também me acompanham nesta viagem conduzida pelo fluxo do Amor.

Hayhu (Com Amor),

Ana Rita Pimenta

Marque a sua consulta através do tel: 211 300 068 ou no link:  http://sementesdamor.pt/marcacao-de-consulta/

Assiste ao Video  no link em baixo:
https://youtu.be/fWWSuNRBFD4
0